Se me procuras no olhar de uma criança, no sorriso de um idoso, na inocência de um animal, na simplicidade da natureza, no gesto de doação, na benevolência do perdão, nas páginas de um livro, na letra de uma música, no roteiro de um filme, nas poesias, nos textos de escritores que admiro, nos meus estudos, nas minhas pesquisas, nos meus desabafos, nas mal traçadas linhas que insisto em escrever... é ai que me encontras e é o que encontrarás por aqui, pois me encontro no que acredito...
Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas... continuarei a escrever (Clarice Lispector)

sábado, 2 de julho de 2011

Mais uma estrela brilha no céu...

E hoje mais uma estrela brilha no céu...
Deixou entre nós a saudade e a tristeza de sua partida, porém mais que isso deixou o exemplo de tudo que foi e representou no convívio com os seus. O exemplo de mãe, avó, mulher, o carinho, a personalidade, os gestos e as atitudes, são coisas que não se apagaram com os dias...
A dor hoje sentida com sua partida abre ferida em nossos corações, mas ela cicatrizará, ficando depois só a marca que representará toda a sua importância na vida de cada um daqueles que a amam e que aqui ficam com a saudade de não mais está fisicamente ao seu lado.
Conforta a certeza de que agora não mais sofres, que toda dor se foi e que livre estás de todo sofrimento carnal, ao lado do Pai sabemos que olhas por aqueles que aqui ficaram e que tanto amaste em vida e para esses o tempo e a certeza de que agora voas livre e feliz dará o conforto, embora sempre sintam a falta da tua presença.
Creio que será permitido guardar uma leve tristeza, e também uma lembrança boa; que não será proibido confessar que às vezes se tem saudades; nem será odioso dizer que a separação ao mesmo tempo nos traz um inexplicável sentimento de alívio, e de sossego; uma indefinível dor e uma eterna saudade. 
E que houve momentos perfeitos que passaram, mas não se perderam, porque ficaram em nossa vida; que a lembrança deles nos faz sentir bem, mas ao mesmo tempo é maior a dor da sua falta e maior a nossa solidão; mas que essa solidão ficou menos infeliz; que importa que uma estrela já esteja morta se ela ainda brilha no fundo de nossa  mente e para sempre em nosso coração?


D. Dinorah minha convivência ao seu lado foi tão pequena, não passou das três vezes em fui visitá-la, mas foi  o suficiente para que se tornasse um alguém muito especial, e para que hoje eu sinta também pela sua partida, guardarei para sempre na minha lembrança e no meu coração, as vezes que me dissestes: "Você é bonitinha! Gosto de você! E são essas palavras, que trarei sempre comigo, quando pensar ou falar da pessoa que foste.
E que descanse em paz, na certeza de que sempre estará presente na vida e no coração daqueles que sempre amou.
Nossa eterna SAUDADE!!

Nenhum comentário: